terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Salvem a escrita!


Foto: joaocrz.com

Tenho por costume observar a forma como as pessoas escrevem. É sempre interessante aprender novas técnicas de escrita, ou até mesmo palavras diferentes.

No entanto, confesso que fico mais perplexo a cada dia que passa. É impressionante o descaso das pessoas com a escrita.

Com toda a certeza do mundo serei chamado de chato por estar escrevendo este texto, mas convenhamos que um mínimo de cuidado na hora de escrever não faz mal a ninguém.

Por que são criadas regras e padrões, afinal? São criadas para que nós seres humanos possamos nos entender, comunicando-nos de forma eficiente. 

O objetivo, por óbvio, é que o interlocutor entenda a mensagem no exato sentido que ela foi criada. Do contrário, seríamos um bando de adultos brincando de telefone sem fio. Invariavelmente, a notícia sempre chegaria um tanto defasada.

Basta você acessar uma dessas tantas redes sociais para ver um repertório imenso de erros de grafia, concordância, acentuação, etc.

Claro que a falta de prática muitas vezes dificulta a elaboração de um texto. Querendo ou não, se você não tem por hábito escrever, dificilmente conseguirá redigir um texto com a mesma facilidade de quem o faz todos os dias.

Ocorre que muitas pessoas cometem erros absurdos de grafia. Erros que nem mesmo uma criança seria capaz de cometer.

Notem que não estou falando de elaborar um texto coerente, com início, meio e fim, como a professora da primeira série do primário nos ensinou. Estou falando de palavras simples, palavras que pessoas com primeiro grau completo não poderiam se permitir errar...

O que seria isso? Preguiça?

Oras, você não está escrevendo em um diário secreto, mas sim para diversas pessoas. Talvez para milhares, dependendo da sua popularidade.

Custa abrir uma nova janela e procurar a palavra em um dicionário on-line? Ou no google? Ou no bom e velho "Aurelião" jogado na estante?

Já cheguei até a desconfiar que algumas dessas pessoas escrevam errado de propósito. O homem, por natureza, é um ser imprevisível. Vai saber...

Verdade que talvez eu esteja sendo chato. Mas verdade também que a forma como você escreve diz muito sobre você.

Precisamos tentar melhorar sempre... Você não acha?    

5 comentários:

Igan Hoffman (fazendo o impossível) disse...

Esses dias estava estudando sobre a crase, chegou um momento do estudo em que as coisas começaram a complicar cada vez mais, até o ponto em que pensei: Caraca, é mesmo necessário tantas regras?? Por isso, admiro-me dos nossos escritores mais antigos que escreviam prodigiosamente bem, respeitando a forma culta da língua.

Abraços

e Visitem: http://iganhoffman.blogspot.com

Lu disse...

Filho,com certeza a escrita diz um pouco do que você é...
E cada vez está mais fácil fazer correções de textos e grafias.Na realide só escreve errado quem não usa a criatividade e os recursos oferecidos.Nosso idioma é bem complicadinho e se não tivermos o hábito da leitura, complicará muito mais.
Espero não ter cometido nenhum erro ao redigir este tão humilde comentário. eheheheh!
Beijão amado filho!

Breisi Bez Batti disse...

Concordo plenamente com a sua colocação. Acho uma falta de respeito escrever de maneira errônea proposital, ou por preguiça. Entretanto, existem Doutores em comunicação que afirmam que esse "internetês" veio pra ficar, e possivelmente vai subistituir a língua portuguesa culta. Eu espero que isso nunca aconteça. Abaixo o "internetês" com erros forçados e a preguiça, esta, principalmente brasileira.

Linkando com esse assunto, outra coisa que mostra a preguiça brasileira escancaradamente, são os filmes dublados.(um tema super interessante pra um post)Brasileiro tem preguiça de escrever e preguiça de ler. E a pergunta continua: Onde vamos parar?

Breisi Bez Batti disse...

Só para constar:

http://www.devaneiocolorido.blogspot.com/

Clássicos literários apresentados de maneira culta.

OBS: Se encontrarem algum erro de grafia, certamente é um erro involuntário de digitação.

Por Trás das Letras disse...

Eu tinha reparado que em blogs literários mesmo, há uma grande quantidade de erros ortográficos. Eu me pergunto, como uma pessoa que lê tanto ainda comete esses erros de português...
Em relação a ortografia, eu acho que não cometo muitos deslizes, minha deficiência maior é na coerência e pontuação. A virgula e eu não nos entendemos muito bem, as vezes eu a uso demais, e muitas vezes a coloco no lugar errado. =(
E eu não acho que ressaltar a importância da boa escrita seja chato, se as pessoas continuarem desse jeito, daqui a pouco a língua vai estar tão deturpada que ninguém mais vai se entender mesmo. Só através dos emoticons --'
uahauahauha
Você já parou para observar quantas pessoas conseguem escrever a simples palavra ansioso(a) correto?
Teve um tempo que eu comecei a pensar que EU é quem estava escrevendo errado de tanto ler anCioso por ai...

Abraço
Dani