terça-feira, 16 de novembro de 2010

Como autografar um livro?


Sexta-feira passada chegaram os primeiros exemplares do meu livro. Curiosamente, o primeiro a recebê-los foi o Marco (um grande amigo), que teve a brilhante ideia de comprá-los na modalidade de entrega "via sedex".

Meu drama começou logo que ele me pediu para autografá-los.

Explico.

Claro que eu sabia que isso iria acontecer. Afinal, quem não quer um livro autografado pelo próprio autor, sobretudo se ele for um grande amigo?

Mas confesso que não estava preparado para exercer tal mister.

Antes dos livros chegarem, eu brincava dizendo que iria procurar no google a forma correta de autografar uma obra. Pode até parecer engraçado, mas foi exatamente o que fiz.

Em poucos minutos, li alguns relatos de pessoas que também sofreram essa espécie de "bloqueio dedicatório". Fiquei aliviado ao saber que não estava sozinho neste barco.

Você escreve um livro com mais de 300 páginas (no meu caso específico) e quando precisa escrever um simples "para fulano com carinho", sofre uma espécie da paralisia momentânea.

Pensa que é fácil a vida de escritor? rsrs

Enfim, após firmar meus primeiros autógrafos, cheguei a duas inevitáveis conclusões:

1) Não existe fórmula ideal para se autografar um livro. Acredito que uma dedicatória simples e concisa, porém verdadeira, seja a forma perfeita de expressar seu contentamento pela pessoa que acredita em seu trabalho.

2) Preciso, urgentemente, melhorar minha caligrafia. Do que adianta escrever um livro com tanta intensidade e esmero se depois você vai estragá-lo com sua própria letra?

Demorou, mas somente agora descobri que minha professora do primário tinha mesmo razão. Caligrafia já! 

6 comentários:

Danni disse...

Ri alto agora...
Estragar um livor por conta da dedicatória foi ótimo!! hahaha
Mas já vi dedicatórias incríveis! Quase não consegui identificar meu nome! =)

Vanessa Orgélio disse...

Amigo, eu to me sentindo assim...
Vou publicar meu primeiro livro e to pensando em como autografá-los... rsrrsr
Ainda vai demorar um pouquinho pra acontecer o lançamento, mas já estou preocupada com esse evento...
Daí encontrei seu blog! Adorei!
Um abraço,
Vanesa Orgélio (treinando para o autografo)

wender Monteiro disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk aqui estou eu na mesma pesquisa no google... kkkkkk ..... como autografar um livro..? ...

Kelvim Vargas.... vlw pelo post... foi legal tbm saber q não estou sozinho nesse barco... kkkkkkkkk..

VLW....
Atenciosamente,
Wender Monteiro - Preso no Amanhecer

Luciana Kotaka disse...

Quarta dia 9 vou lançar meu livro e estou sem idéias, além de ociar escrever a caneta. Adorei seu espaço, Bjs

VÍTOR disse...

Estou passando por isto neste exato momento. Acabei de chegar da primeira exposição do meu livro quando tive que autografar alguns exemplares vendidos. Procurei ser objetivo sem exagerar nas declarações de apreço. Como é um livro evangélico, não foi difícil. Poucas palavras: "ao meu amigo e irmão (nome) com amor de Cristo", a data embaixo e minha assinatura. Penso que a pessoa que está recebendo minha obra entende que tenho pouco tempo para elaborar algo mais extenso por serem várias pessoas a atender. Outra coisa: escrever com caligrafia firme e vigorosa. Isto compensa as poucas palavras. A pessoa ocupa um tempo admirando a caligrafia que se esquece das palavras.

LuNovais disse...

Aqui estou passando pelo mesmo "problema"! Rsrs
Luzineide Novais