quinta-feira, 3 de março de 2011

Como você escreve?

Foto: joelsantana13.blogspot.com

Gostaria de saber como as outras pessoas escrevem.

Eu, por exemplo, sento no computador sem qualquer ideia pré-concebida e começo a digitar algumas coisas a esmo. 

Algo meio Chico Xavier (sem a entidade, claro).

Quando vejo, já escrevi linhas suficientes para publicar um "textículo" (sem trocadilhos, por favor).

Imagino que outras pessoas devam primeiro elaborar o texto mentalmente, para depois sentarem-se junto ao computador.

Outros, no entanto, costumam escrever na velha e boa folha de papel. Rabiscam nas horas mais impróprias (ou não) e depois passam para a máquina. O expediente nacionalmente conhecido como "passar a limpo".

Existem claras diferenças nessas técnicas, mas qual será a mais eficiente? 

Sempre que termino um texto, espero um pouco para publicá-lo. Embora eu não mude quase nada a versão original, tenho a falsa impressão que as ideias irão amadurecer... Vai entender...

Acho que todos que escrevem (sejam blogueiros, poetas, músicos, escritores, etc) possuem manias curiosas. Afinal, somos muito diferentes uns dois outros...

Se você que está lendo este texto tem por hábito escrever, manifeste-se! 

Diga-me qual o método que você usa. Estou bastante interessado!

5 comentários:

Alyson Antunes disse...

Kelvim, o jeito que escrevo é semelhante ao teu, sentar na frente do pc, algo em mente, mas nada que defina o corpo do texto. É uma curiosidade minha também saber como as pessoas escrevem.
Texto bacana. "Textículo"? hahaha. Não tem como não pensar besteira.
Abraços.

Mariana_Lm disse...

Eu escrevo primeiro no papel! Tenho sempre em mãos papel e caneta; aliás há canetas espalhadas pela casa toda. Tenho cadernos ao lado da cama, na sala e na bolsa.
Adoro rabiscos, setas, traços. Depois que as ideias já estao todas no papel eu digito no computador, faço a devida revisão - geralmente tiro várias partes, dou uma revisada na gramática.
É isso, meu caro blogueiro!
Abraço x)

P. Wraider disse...

Nossa cara!

Eu não consigo escrever nada sem antes pensar bem em alguma coisa. E por sorte, quando fico imaginando a história e no que escrever... eu viajo (rs), e eu gosto disso. Claro que as vezes preciso dar limitações, pois nem tudo acaba se encaixando ou ficando uma maravilha.

abs

Miriam disse...

Bem, no meu caso, eu escrevo (muito) devido ao mestrado. Então, para produzir artigos e resenhas, preciso ter claro o que vou escrever. Parecido com o método dialético (tese, antítese = síntese), hehe. Preciso saber de onde vou partir e onde quero chegar. E mais, saber como buscar nas fontes. Entende? Mas é um caso específico. Não dá para sentar na frente do PC e deixar fluir sem ter um tema. Bem diferente de quando vc escreve um romance, que aí sim, vc senta, relaxa e deixar as ideias e viagens surgirem no papel. A questão é: não há um método talvez, cada um tem o seu jeito de escrever, de solidificar suas emoções por meio da escrita. Se tivesse uma receita para todos, seria uma chatisse, seria tudo muito igual. Vc não acha?

Por Trás das Letras disse...

Não consigo escrever muito bem só assim de ir sentando na frente do computador e digitando. Sou mais papel e caneta... Escrevo um bocado, rabisco muito, anoto somente ideias, frases que surgem as vezes em ocasiões inapropriadas, inclusive. Rs.
Edito o texto depois, mas geralmente há pouca coisa pra mexer, não gosto de modificar muito depois de ter escrito de primeira. (Esse sentimento de que as ideias vão amadurecer é geral)
=)

Dani