quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Talento se conquista

Foto: sheetmusic.110mb.com

Muita gente acha que nascemos com determinado talento. Discordo.

Na minha opinião, talento se conquista. Simples assim.

Essa história de que fulano nasceu com determinado dom/talento me parece bem injusta se pararmos para pensar que essa pessoa teve que dispensar esforços para alcançar seu atual patamar.

Algumas pessoas, verdade seja dita, nascem com uma pré-disposição para determinadas áreas - como o clássico exemplo do esportista cujo porte físico é privilegiado -, o que pode facilitar e muito o desenvolvimento do seu talento individual.

Nascemos, pois, com uma pré-disposição para esse ou aquele talento. Nada mais do que isso.

Ninguém nasce tocando piano com excelência ou dando mortais duplos e carpados sobre um tablado, entre outros tantos exemplos esdrúxulos que não me ocorrem no momento. 

Tudo isso não passa, até mesmo por um conclusão lógica, de treino, esforço, repetição. Desenvolvimento talvez seja a palavra exata.

Ludwig van Beethoven, por exemplo, embora seja considerado um gênio até hoje, começou a tocar piano aos cinco anos. Para sorte da humanidade, seu pai, que era tenor, obrigava-o a estudar música todos os dias por horas a fio.

Essa informação, que não é do conhecimento de todos, só corrobora o fato de que nem mesmo Beethoven nasceu com o talento entranhado em seus genes. 

Gostaria de frisar que não sou tolo o bastante (será?) a ponto de acreditar que outras pessoas se tornariam gênios da música se submetidas ao mesmo tratamento de Ludwig. Mas a verdade é que ele jamais chegaria perto de quem se tornou sem esforço, sem estudo.

Por todas essas razões, sempre fico contrariado quando ouço alguém falar que determinada pessoa tem facilidade para escrever, tocar um instrumento, cantar, falar em público etc. 

Talento requer esforço. Talento se conquista.

3 comentários:

Elisângela disse...

É a pura verdade, tanto que tem gente esforçada que chaga longe e gente com facilidade de aprendizagem que não chaga a lugar algum por falta de vontade. Vejo isso o tempo todo com os meus alunos.

Rômulo Canever Lucion disse...

Eu queria encontrar o meu "dom", se é que possuo algum né. hehehehhe

. disse...

esse texto ai é para ver se a galera da banda de se toca e começa a treinar mais kkkkkkkk