domingo, 6 de novembro de 2011

Não aos comentários anônimos!


Foto: saodomingossefm.blogspot.com

Vez ou outra surgem alguns comentários anônimos nos textos que publico neste blog.

Sei que não é um problema exclusivamente meu, porquanto todo blogueiro, vez ou outra, deve sofrer desse mal. 

Ocorre que fico intrigado com o comportamento dessas pessoas anônimas.

Simplesmente não entendo o motivo que leva alguém a fazer comentários, sejam eles perspicazes ou não, sob o manto do anonimato.

A primeira ideia que me passou pela cabeça, por uma questão de dedução lógica, é que agem dessa forma para ficarem mais corajosos.

Mas, após refletir um pouco, cheguei à inevitável conclusão de que não existe nada mais covarde do que ter medo de expressar a própria opinião.

Afinal, se você tem vergonha de compartilhar com os outros aquilo que você pensa ou, ainda, de criticar a opinião alheia, você não passa de um medroso.

Não me importo em ser criticado, eis que a crítica, por si só, engrandece. Prefiro, contudo, que o autor se identifique, o que, parece-me, não é pedir muito.

Minha curiosidade quanto à origem dos comentários, no entanto, não se restringe aos comentários negativos, porquanto quero saber quem está por detrás dos elogios, muito embora o anonimato nesses casos seja exceção.

Acho bem interessante saber quem são os leitores que agrado. Saber quem anda lendo as coisas que escrevo.

Enfim, penso que não existem motivos plausíveis o suficiente para justificar o anonimato.

Ou será que existem? 

4 comentários:

Anônimo disse...

Brother, apenas disse que tu é descorado!!!!Não precisa me chamar de covarde....KKKKK

Kelvim Vargas Inácio disse...

Não tava falando de ti, seu boca de arroz! ahuahua!

PERSEVERÂNÇA disse...

Gostei de seu texto. Passo por uma situação identica, mas porem já esta em justiça. Embora ja tenhamos o conhecimento da procedencia, somos da paz e não vale a pena partir para uma desmoralização publica.
a mente doentia de algumas pessoas fazem mostrar o quanto são insignificantes e o pior de tudo, não se permitem deixar a felicidade chegar mais perto, pelo contrário, o que poderia estar perto, cacaba-se indo para mais longe. Parabens pelas colocações.
Estou fazendo um link de sua postagem, é muito boa para ficar sem ser mostrada para os demias visitantes da internet.
Super abraço.

Kelvim disse...

Valeu pelo comentário! Abraço! :)